Coriza

     Um dos problemas respiratórios mais comuns nos pássaros. Aparece com certa freqüência nos criadouros, mais é uma doença pouco encontrada entre os bicudos e curiós.

Sintomas :
     Além das dificuldades respiratórias (tosse, respiração difícil, dispnéia e etc), penas arrepiadas e fraqueza geral, a coriza é caracterizada principalmente por um corrimento nas narinas e, muitas vezes, também nos olhos (estes são atacados por micróbios e, se não forem tratados imediatamente, o pássaro pode acabar perdendo a visão).
     Esse catarro endurece em volta do bico, tornando as penas duras; caso o endurecimento ocorra nas narinas, a respiração torne-se bem difícil. Se a quantidade de catarro nas vias respiratórias for grande, a respiração torne-se barulhenta e a ave pode até morrer por asfixia.

Causas:
     A causa provável da coriza contagiosa é o vírus do gênero Hemophilus gallinarum (forma aguda) e o Corpusculo cocobaciliforme (forma lenta). Geralmente as duas formas vêm associadas. A doença pode se manifestar depois de uma mudança brusca de temperatura, em pássaros expostos a corrente de ar e colocados em lugares de muita umidade e recebendo alimentação deficiente.

Tratamento :
     Misturar na comida Sulfatiazol a 1% durante cinco dias. Outros medicamentos: Penaviar, Pantomicina, Sulfoscal-pen-azul ou Terramicina. Como coadjuvantes ministrar Gosmil ou Sulfosdoria azul e não esquecer de um bom fortificante (vitamínicos, aminoácidos e energéticos).
     Nos olhos convém usar um colírio - Argirol a 10%.
           Fonte: Como Criar Curiós e Bicudos com Sucesso – José Mitidieri
                        Animais de Estimação – Pássaros – JBIG
                       O Criador de Bicudos e Curiós – Fernando F. M. Andrade

 

  Rio de Janeiro - Brasil © Nov/2007 by Sérgio Loureiro