Traqueobronquite acariana

     É provocada pela localização de ácaros (Sternosto tracheocolum / Sternostoma tracheacolum – Ácaro da Asma – Fole – de Canários) no aparelho respiratório, especialmente na traquéia, brônquios, sacos aéreos e parênquima pulmonar.
     Os ácaros penetram nesses órgãos, produzindo inflamações, que podem ser hemorrágicas, e acarretando dificuldades respiratórias.

Sintomas :
     Espirros, respiração agitada (dispnéia), anemia, perda de voz, rouquidão. O pássaro fica triste, abre freqüentemente o bico e tenta limpá-lo no poleiro. A evolução da doença é lenta.

Causas:
     Há poucos dados sobre a proliferação desse ácaro. Acredita-se que o pássaro adquira os ácaros pelo contato direto do animal infectado para o sadio e a instalação da doença pela bicagem de penas e pele.

Tratamento :
     Durante muito tempo usou-se antibiótico de largo espectro e inseticida à base de piretrina , aplicando-o sobre o pássaro ou borrifando-o na gaiola.
     Uma nova droga, o Ivermectin , tem sido usada atualmente. Medicamentos que utilizam o Ivermectin são Eqvalan Pasta – Ivermectina e o Allax . Quanto aos resultados, ainda são necessários melhores estudos.
           Fonte: Animais de Estimação – Pássaros – JBIG
                       Como Cuidar dos Passarinhos – Paulo Eduardo M. Hobaica

 

  Rio de Janeiro - Brasil © Nov/2007 by Sérgio Loureiro